Depressão e ansiedade confundidos com problemas hormonais.

Posted · Add Comment

A contaminação de COVID-19 é uma situação atípica para todos, porém, muitas pessoas começam a apresentar sintomas de depressão e ansiedade, gerado pelo confinamento em casa. Segundo a OMS (organização Mundial de Saúde), 50% dos casos de depressão e ansiedade não são diagnosticados corretamente, justamente por se tratar de algum problema físico, mascarado com os mesmos sintomas.

Esse é o caso de problemas endócrinos, a alteração hormonal provoca sintomas de depressão e ansiedade nos casos de hipotireoidismo e hipertireoidismo, respectivamente. O Hipotireoidismo, como já dissemos em postagens anteriores, é a diminuição de produção hormonal pela tireoide, já o hipertireoidismo é o excesso da produção de hormônio. São sintomas bem distintos, mas que podem, facilmente ser confundidos com problemas psicológicos se não forem feitos exames específicos de controle hormonal.

Os sintomas de hipotireoidismo são:

  • Fadiga;
  • Sensibilidade ao frio;
  • Prisão de ventre;
  • Pele ressacada;
  • Ganho inexplicável de peso;
  • Inchaço no rosto;
  • Rouquidão;
  • Fraqueza muscular;
  • Colesterol alto;
  • Dores, sensibilidade e rigidez musculares;
  • Queda de cabelo;
  • Ritmo cardíaco mais lento;
  • Depressão;
  • Problemas de memória.

Os sintomas de hipertireoidismo são:

  • Aceleração dos batimentos cardíacos  e irregularidade do ritmo cardíaco
  • Nervosismo, ansiedade e irritação;
  • Mãos trêmulas e sudoréticas;
  • Perda de apetite e de peso;
  • Intolerância a temperaturas quentes;
  • Queda de cabelo e/ou fraqueza do couro cabeludo;
  • Rápido crescimento das unhas, com tendência à descamação das mesmas;
  • Fraqueza nos músculos, especialmente nos braços e coxas;
  • Intestino solto;
  • Alterações no período menstrual;
  • Aumento da probabilidade de aborto;
  • Olhar fixo, Protusão dos olhos, com ou sem visão dupla;
  • Acelerada perda de cálcio dos ossos com aumento do risco de osteoporose e fraturas.

Se não forem tratados, ambos os casos podem se agravar, portanto, se apresentar algum sintoma, e não tiver histórico de depressão ou ansiedade, procure um endocrinologista para realizar exames e procurar o tratamento correto, ou descartar problemas fisiológicos e buscar tratamento psicológico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Dra Claudia Yamazaki

Endocrinologista - CRM 81989
Especialista em Doenças da Tiroide

endocrino@claudiayamazaki.com.br

Veja Mais