Entenda a Reposição Hormonal na Menopausa

Posted · Add Comment

A menopausa é uma das fases pela qual a mulher passa durante a sua vida. Geralmente esse ciclo começa após os 40 anos de idade e é marcada principalmente pelo fim da menstruação. Ela ocorre porque os ovários diminuem a produção do estrogênio e progesterona, acabando assim com a ovulação e consequentemente, com a menstruação. Essa mudança biológica interfere tanto na saúde física, quanto na saúde emocional das mulheres de forma gradativa.

Sintomas

Muitas mulheres começam a sentir os efeitos da menopausa quando o ciclo menstrual torna-se irregular, mas ela também pode ser percebida com outras mudanças como ondas de calor, irritação e vertigem. Isso porque a diminuição da produção dos hormônios faz com que haja diminuição também da imunidade do organismo, aumentando assim, a probabilidade dos sintomas e até de doenças.

Os sintomas de que a menopausa está próxima são:
• Suor noturno;
• Ondas de calor;
• Irritabilidade;
• Desconforto durante as relações sexuais;
• Falta de lubrificação vaginal;
• Perda ou diminuição da libido;
• Insônia;
• Dores de cabeça e/ou vertigem;
• Ansiedade e/ou depressão;
• Fadiga.

Reposição Hormonal na Menopausa

Alimentação saudável e rotina de atividades físicas diminuem a possibilidade dos sintomas severos da menopausa e a necessidade de fazer reposição hormonal, pois favorecem o equilíbrio do corpo e da mente da mulher. Porém, grande parte das mulheres sofre com um ou mais sintomas da menopausa e nesses casos, é necessário o acompanhamento de um endocrinologista ou ginecologista de confiança.

O tratamento pode ser feito por meio de comprimidos, adesivos, gel, implantes e até spray nasal. Já as doses precisam ser receitadas individualmente, de acordo com cada mulher. A reposição hormonal auxilia no alívio dos sintomas da menopausa e traz alguns benefícios, como a preservação do osso e da pele, conservação do trofismo vaginal, bem-estar geral e melhora da sexualidade.

Contraindicações

O tratamento de reposição hormonal é muito eficaz no alívio dos sintomas, mas pode ter alguns efeitos colaterais como inchaço e ganho de peso. Em casos de pacientes  com antecedentes familiares de câncer de mama e endométrio, tromboembolismo, sangramento vaginal e doenças no fígado a reposição hormonal da menopausa pode ser contra-indicada.

Por esses e outros fatores de risco, é muito importante a avaliação e o acompanhamento de um endocrinologista ou ginecologista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Dra Claudia Yamazaki

Endocrinologista - CRM 81989
Especialista em Doenças da Tiroide

endocrino@claudiayamazaki.com.br

Veja Mais