Osteoporose e Moenopausa, relação e como se cuidar!

Posted · Add Comment

A osteoporose é uma doença caracterizada pela redução da massa dos ossos, tornando-os mais porosos e mais sujeitos a fraturas.

O estrogênio é um importante hormônio feminino produzido na fase reprodutiva da vida da mulher. Ele também é importante para manter o equilíbrio do metabolismo ósseo.  Assim, após a menopausa com a queda da produção estrogênica o risco de ter osteoporose aumenta, o que implica em aumento no risco de fraturas.

As fraturas osteoporóticas são mais frequentes na coluna, no fêmur  e no braço e punho . Destas localizações a mais perigosa é a de fêmur pois ¼ dos casos morrem em 6 meses e os que sobrevivem tem redução importante na qualidade de vida.

Os fatores de risco para osteoporose  sexo feminino, raça branca , peso baixo, menopausa precoce , tabagismo e uso crônico de medicamento a base de corticoide.

A osteoporose sem fraturas não manifesta sinais nem sintomas e o diagnóstico é feito pela densitometria óssea.

Há situações de osteoporose  mais avançada em que mesmo sem trauma , isto é, sem ter tido uma queda ou uma batida, a paciente pode apresentar fratura espontânea. Nestes casos chamamos de fratura patológica. Muita dor nas costas e redução de estatura podem ser sinais de fraturas  patológicas vertebrais de osteoporose.

A densitometria óssea é indicada nas mulheres pós menopausa, das que apresentem 1 dos fatores de risco e todas as mulheres após os 65 anos.

 

Então, procure seu endocrinologista e cuide-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Dra Claudia Yamazaki

Endocrinologista - CRM 81989
Especialista em Doenças da Tiroide

endocrino@claudiayamazaki.com.br

Veja Mais